Seguidores

domingo, 11 de agosto de 2013

SOCIAL - A Associação Esportiva Barra Funda presta a sua homenagem a todos os pais, sejam eles atletas do clube, ou apenas aqueles que são torcedores. Feliz 'Dia dos Pais'!


Alexandre Feijão / 2013.
Seguindo os passos do pai na Associação Esportiva Barra Funda. O fixo Gabriel Marques, do sub-11 de futsal do clube, segue o caminho do seu pai Godião, que é capitão da equipe de futebol 7 society.



Hoje, 11 de agosto, é comemorado o Dia dos Pais. Apesar de a Associação Esportiva Barra Funda ainda poder ser considerada um clube jovem, já que em 2013 completou apenas 25 anos de existência, já podem ser descritos casos de pais e filhos vestindo as mesmas cores correspondentes da entidade. No futsal, podemos constatar ao menos 3 desses casos. A primeira dupla de pai e filho a ingressar na história da Barra Funda, é a de Fankinho e Renzo Lutzenberger. Fankinho pode ser considerado como um multi-atleta do clube, já que ele pode vestir a camisa da Barra Funda em diversas modalidades, como no futebol, futebol de praia, futsal, futebol 7 society, voleibol, e frescobol. No ano passado, foi a vez de seu filho Renzo Lutzenberger passar a fazer parte da Barra Funda, pela então recém criada categoria sub-11 de futsal do clube. Além dessa modalidade, Renzo Lutzenberger também jogou pelo futebol 7 society do clube. Nesse ano, os pais Admir e Godião, poderão ter o prazer de verem seus filhos, Vinicius Ferreira e Gabriel Marques, respectivamente, fazerem parte da equipe sub-11 de futsal da Barra Funda. O caso de Admir e seu filho Vinicius Ferreira é bem curioso, já que tal como pai Admir, Vinicius Ferreira deixará de ser jogador de linha, para começar sua carreira como goleiro. Gabriel Marques mostra o seu amor pelo pai de forma mais contundente, tanto que em todos os jogos de seu pai Godião, seja ele de futebol 7 society, de futsal, ou de futebol (de campo), o jovem Gabriel Marques está lá presente. A reciprocidade é verdadeira, já que nos jogos do sub-11 de futsal da Barra Funda, Godião está lá presente nas arquibancadas.



Alexandre Feijão / 2013.
Vinicius Ferreira segue os passos de seu pai Admir (esquerda) na Associação Esportiva Barra Funda,  tornando-se goleiro agora. Já Renzo Lutzenberger e Fankinho (direita), são a primeira dupla de pai e filho na história do clube.



Em recente amistoso de futebol 7 society realizado no último mês de maio, podemos registrar a presença de mais 3 casos de filhos seguindo os passos dos pais, isso na categoria sub-09 da modalidade. Os pequenos Kadu Bastos e Cadu Lopes (coincidentemente, os 2 menores se chamam Carlos Eduardo) jogaram pela Barra Funda em jogo diante da Escola Oficial de Futebol do Club Atlético Boca Juniors - Unidade Guarujá, repetindo o feito de seus pais Carlinhos e Dentinho, respectivamente, ambos atletas campeões paulista de futebol 7 society da 2ª Divisão, em 2008. Se Carlinhos, ex-capitão da equipe principal era o xerife do time, pois atuava como zagueiro, Kadu Bastos já apresentou características mais ofensivas, jogando na posição de ala. Com Cadu Lopes, o gosto de jogar no ataque foi bem herdado do seu pai Dentinho, ex-pivô e goleador da equipe principal, com 22 gols marcados em 59 jogos, mas com uma única frustração: a de não ter ainda balançado as redes nesse primeiro jogo realizado. Nessa mesma partida do sub-09, registrou-se a estreia do zagueiro / ala Danilo, filho do zagueiro Dario, que apesar de ostentar o título estadual dos 2 pais anteriores, também faz parte do rol de atletas que já atuaram pelo principal de futebol 7 society da Barra Funda. A diretoria do clube, torce para que mais casos de pais e filhos defendendo as cores da Barra Funda, aconteçam na história futura do clube. Segue assim, a singela homenagem para o dia desses heróis para seus filhos. FELIZ DIA DOS PAIS!



Alexandre Feijão / 2013.
O zagueiro Carlinhos (esquerda) e o pivô Dentinho (direita), campeões estaduais pela Associação Esportiva Barra Funda, torcem agora para seus filhos Kadu Bastos e Cadu Lopes, respectivamente, com a camisa do clube.



"Existe um homem que se esmera no comprimento do dever para dar bom exemplo: Que fica humilde, quando poderia se exaltar. Que chora à distancia, a fim de não ser observado. Que com o coração dilacerado se embrutece para se impor como um juiz inflexível. Que na ausência usam-no como temor para evitar uma ação menos correta. Que quase sempre é chamado de desatualizado. Que apenas fisicamente passa o dia distante, na labuta, por um futuro melhor. Que ao fim da jornada avidamente regressa ao lar para levar muito carinho e, às vezes, pouco receber. Que está sempre pronto a ofertar uma palavra orientadora ou relatar uma atitude benfazeja que possa ser imitada. Que muitas vezes passa noites mal dormidas a decifrar os segredos da vida, quando extenuado, ainda consegue energias para distribuir energias. Que é tão humano e sensível, por isso, normalmente, sente a ausência do afeto que lhe é dado raramente e de forma pouco comunicativa. Que vibra, se emociona e se orgulha pelos feitos daqueles que tanto ama. Esse homem, geralmente, se agiganta e passa a ser o valor inexorável quando deixa de existir para sempre. Nunca perca, pois, a oportunidade de devotar muito carinho e amizade àquele que é seu melhor amigo: SEU PAI"... FELIZ DIA DOS PAIS(texto escrito por Marco Antônio Struve).



Alexandre Feijão / 2013.
O pequeno Danilo, que jogou pelo sub-09 de futebol 7 society da Associação Esportiva Barra Funda, espera não só seguir os passos do pai, o zagueiro Dario, como poder até superar ele e ser um dos nomes históricos do clube.






APOIO









Nenhum comentário:

Postar um comentário