Seguidores

domingo, 23 de outubro de 2011

FUTEBOL 7 - "Guerreiros" da Barra Funda enfrentam forte calor e cedem virada no minuto final pelo Metropolitano 2011 - 1ª Divisão.



GUERREIROS! Não há outra palavra para definir os 9 atletas da Associação Esportiva Barra Funda que enfrentaram, além da boa equipe do Osasco Futebol 7, o forte calor que fez na capital paulistana e os erros da arbitragem que continuam acontecendo. O placar foi de 3 a 2 para o Osasco, o que deixou a classificação da Barra Funda para as Semi-Finais do Campeonato Metropolitano 2011 - 1ª Divisão impossível. Mas dignidade é o que não falta para a equipe de Guarujá, que ainda terá 2 compromissos frente ao Corinthians / Big Preço (29/10) e UniSant'Anna / Don Bosco (05/11), a cumprir.



Toupeira marcou o primeiro gol da Barra Funda na partida, cabeceando para o fundo do gol.


Na 1ª etapa da partida, o calor judiou das duas equipes, que tentaram algumas vezes furar as defesas adversárias, causando maior desgaste dos atletas de ambas. O Osasco saiu na frente. Após cruzamento do pivô Dentinho, o zagueiro / meio Toupeira, de cabeça, marcou para a Barra Funda, empatando o placar. A equipe caiçara se fechou na defesa e evitou que o time da região da Grande São Paulo chegasse com maior perigo ao gol.



O experiente pivô Dentinho, fez o passe para o 1º gol e marcou o seu, batendo forte para o gol, sem defesas para o adversário.


O jogo foi desenrolando com chances dos dois lados no 2º Tempo, mas a Barra Funda chegou ao seu gol de virada, aos 13'15", com o pivô Dentinho. Ele aproveitou a bobeada da defesa adversária, aproveitando-se de uma sobra de bola, girou e bateu cruzado para o fundo das redes. A Barra tentou se fechar na defesa e viver de contra-ataques; a tática quase deu certo, mas os gols não saíram. Além disso, com o número reduzido de reservas, para poder revezar-se dentro de quadra, a equipe contou também com uma arbitragem de interpretações duvidosas.



O goleiro Bambam fechou o gol, defendendo tudo o quanto pode, quase evitando a derrota da Barra Funda.


Nesse período, 4 cartões amarelos foram distribuidos para os atletas da Barra Funda, o que prejudicou demais as pretensões de um bom resultado, já que o cartão amarelo deixa a equipe sem aquele jogador que recebeu a punição por 2 minutos. Num lance furtivo, de fora da área, o Osasco achou o seu gol de empate, restando 1 minuto para o fim do tempo normal. Já nos acréscimos, a Barra foi ao ataque com Dentinho, que tentou o cruzamento que foi interceptado pela mão do zagueiro adversário. A arbitragem não marcou a infração, a jogada continuou e na linha de fundo, Toupeira tentou a marcação, mas infelizmente caiu por cima do atleta do Osasco. 6ª falta cometida, cobrança de shoot-out que o atleta contou com a sorte de a bola bater na trave e retornar aos seus pés, para ser empurrada para dentro do gol. O jogo teve mais 1 minuto de acréscimo, mas a Barra não conseguiu ter mais forças para chegar ao empate; final de jogo: Barra Funda 2 x 3 Osasco F7.




Cobrança de falta do zagueiro Godião, choca-se contra a trave, mas não entra no gol. Uma das várias chances de gol frustradas, executadas pela Barra Funda.


"Só posso agradecer a esses 9 guerreiros que estiveram em quadra hoje. Apenas 2 reservas, sendo que um era o Thiaguinho, goleiro reserva que jogou como atleta de linha para nos ajudar, um forte sol que nos debilitou demais e uma arbitragem que teve dupla interpretação em várias jogadas. Mesmo assim, caímos, mas de cabeça erguida. Bambam defendou muito no jogo. Godião foi um monstro na partida e merecia ter feito o gol na cobrança de falta. Toupeira foi um marcador implacável e teve um gol como prêmio, fato raro para ele. Ganso foi o motorzinho da equipe e anulou quase todas as jogadas adversárias. Sonsinha foi a cabeça pensante, que articulou várias jogadas de ataque e se esforçou na marcação adversária. O garoto Dinho tentou demonstrar seu bom futebol, mas esbarrou na sua ansiosidade, mas teve bons momentos no jogo. Dentinho usou sua experiência para segurar a zaga oponente e criou várias chances de gol, além de fazer o seu. Carlitos foi o coringa da equipe, entrando sempre para descansar os atletas exauridos e fez seu papel da melhor forma. E o Thiaguinho, sacrificou-se como jogador de linha para ajudar a Barra a sair com uma vitória. Não deu, mas fica aqui uma lição. Não é só de grandes nomes que é feito uma equipe de futebol. Uma equipe de futebol é feita de fibra, raça, emtrega e alma, e esses 9 que aqui estiveram, sintetizaram tudo o que eu digo em ações dentro de campo. Obrigado a esses 9 GUERREIROS!" Emocionado, o técnico da Barra Funda, Alexandre Souza (Feijão), produziu em palavras um verdadeiro discurso de agradecimento aos que estiveram vestindo a camisa da equipe caiçara nessa tade.



O goleiro Thiaguinho, sacrificou-se como jogador de linha, para ajudar a Barra Funda nessa partida. Era apenas 1, dos 9 "Guerreiros"!






Ficha Técnica do Jogo:

Ass. Esp. Barra Funda  2  x  3   Osasco Futebol 7.

Data: 23/10/2011.          Horário: 12:30h.
Local: Arena Sport Brasil (Estádio).
Arbitros: Marivan e Adriano Gama.

A. E. Barra Funda: Bambam (c), Toupeira, Godião, Ganso, Sonsinha, Dinho e Dentinho; Thiaguinho e Carlitos. Téc.: Alexandre Souza (Feijão).

Gols: Toupeira e Dentinho.

Osasco F.7: .Téc.:  .

Gols:  .






APOIO



Prefeitura Municipal de Guarujá







Nenhum comentário:

Postar um comentário